Exposição Tim Burton

Home / Notícias / Exposição Tim Burton
07/06/2016

 Do estranho ao bizarro: por trás das ideias de Tim Burton


Escrito por: Victoria Dias, Lara Otvos e Paola Barros (1º Médio)

A exposição O mundo de Tim Burton mostra que o cineasta tem uma visão muito crítica da sociedade em geral. Pudemos observar isso tanto em desenhos expostos à parte, como na maioria de seus filmes.
Notamos que em suas obras, Tim Burton representa a sociedade com humor e com um toque de exagero, sem deixar de mostrar a verdade do mundo no qual vivemos atualmente.

Por meio do pastiche, Tim conseguiu pegar o lado obscuro de filmes como O abominável Dr. Phibes, Nosferatu e Drácula e adaptá-los para seu estilo “burtonesco”.
Ao longo da mostra, pudemos observar os principais temas abordados pelo cineasta como problemas da transição da infância para a adolescência (por exemplo, sua vida conturbada), relacionamentos (A Noiva Cadáver), inversão de valores (O estranho mundo de Jack) e a adaptação de pessoas diferentes em uma sociedade massificada (Edward mãos de tesoura). Essas obras mostram personagens que não correspondem com os anseios da sociedade em que vivem, porém, não deixam de ser essenciais para formação da vida, pois para tornar o nosso mundo mais normal, sempre precisamos do estranho e do inevitável.

Com isso concluímos que o estranho nem sempre é o lado ruim da história e que os maiores defeitos são encontrados na sociedade que julgamos ser normal.
Temos como exemplo, Diálogos no Escuro que mostra o mundo de deficientes visuais. Na exposição interativa sentimos como é viver sem poder enxergar as coisas à nossa frente. Um mundo que normalmente é ignorado e tido como estranho e sem importância, já que uma minoria não possui a capacidade de enxergar.
Como diz Tim Burton, “A loucura de um é a realidade de outros”.
Todos os direitos reservados à: www.escolamorumbi.com.br Desenvolvido por Link e Cérebro